O valor da crise

By Arnóbio - Last updated: Sunday, October 11, 2009 - Save & Share - Leave a Comment

O Ser Integral não teme crises.

Tenho defendido que o ideal é nós criarmos crises para nós mesmo, pois se não o fizermos alguém o fará em nosso lugar. Quando criamos as próprias crises, escolhemos em que direção ela deve acontecer.

Gostaria de compartilhar uma estorinha que ressalta o valor da crise.

Conta-se que uma indústria de calçados do Brasil desenvolveu um projeto de exportação de sapatos para a Índia e, em seguida, mandou dois de seus consultores a pontos diferentes daquele país para fazer as primeiras observações do potencial daquele futuro mercado.

Após alguns dias de pesquisas, um dos consultores enviou o seguinte fax para a direção da indústria:

“Senhores, cancelem o projeto de exportação de sapatos para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos”.

Sem saber desse fax, alguns dias depois o segundo consultor mandou o seu parecer:

“Senhores, tripliquem a quantidade de sapatos do projeto de exportação para a Índia, pois aqui ninguém usa sapatos, ainda.”

A mesma situação era um tremendo obstáculo para um dos consultores e uma fantástica oportunidade para o outro.

A sabedoria popular traduz essa situação com a seguinte frase:

“Os tristes acham que o vento geme; os alegres e cheios de espírito afirmam que ele canta.”

Os derrotistas falam da crise como se o mundo fosse acabar por causa dela, mas os otimistas e empreendedores dizem o seguinte:

Bendita crise que sacode o mundo e a minha vida me trazendo novos desafios.

Bendita crise que está reciclando tudo.

Bendita crise que faz o mundo se reestruturar e transformar-se pela a lei da evolução e progresso.

Bendita crise que me tira a ilusão de permanência que dissolve os meus apegos

Bendita crise que me ensina o que é verdadeiramente importante.

Bendita crise que me revela minha própria sabedoria me fazendo mais criativo.

Bendita crise que amplia e abre minha visão ajudando a me identificar como um ser espiritual.

Bendita crise que me faz humilde e me mostra a luz que é Jesus.

Bendita crise que me faz voltar e me cobra a ter mais fé.

Bendita crise que me faz redescobrir a minha força e me impulsiona à coragem.

Bendita crise que me faz dar mais importância à vida e valorizar o que tenho.

Bendita crise que me mostra outras oportunidades que me abre novos horizontes…

Bendita crise que me desperta a sensibilidade o amor pela humanidade pelos os mais fracos.

Posted in Espiritualidade, Geral, Ser Integral • Tags: Top Of Page

Write a comment